15 de maio de 2007

Fim do Dia

A luz do dia lá fora esvanecia aos poucos,
O quarto do Tiago era iluminado por uma penumbra suave
Ele brincava com uma alegria contagiante…
Lá ao fundo, ouvia-se…

Haja o que houver

eu estou aqui
haja o que houver
espero por ti
Volta no vento
Ó meu amor
Volta depressa
por favor
Há quanto tempo já esqueci
Porque fiquei
longe de ti
Cada momento
é pior
Volta no vento
por favor

Eu sei, eu sei
Quem és para mim
Haja o que houver
volta para mim

Haja o que houver dos Madredeus


Este fim do dia lavou-me o corpo e alma com tanta tranquilidade…

1 comentário:

Iolanda disse...

Que lindo amiga.....só de imaginar emocionei-me.
Adoro-te.