10 de setembro de 2007

A insustentável Leveza do Ser

"Tomas repete para si mesmo o provérbio alemão: einmal ist keinmal, uma vez não conta, uma vez é nunca. Poder viver apenas uma vida é como não viver nunca".

Milan Kundera

2 comentários:

I disse...

isso também conta pras asneiras? era óptimo porque estou a lembrar-me de umas quantas que faria só uma vez e depois não contavam. delíiicia... :)

Patrícia disse...

ó miga! Que comentário tão fixe! Fizeste-me rir. como sempre!
As asneiras também fazem de nós o que somos, mesmo quando nos custam muito! e tu és linda!
Beijo